Uma história de superação e vitórias por meio do atletismo

Colaborador da Dipam Gaúcha, Jeferson Luis Lara, une gosto pelo esporte e hábitos saudáveis em sua trajetória como atleta de corridas de rua.

Mesclar esporte e saúde. Com este propósito, o colaborador da Dipam Gaúcha, Jeferson Luis Lara, que é contador e atua como analista contábil na empresa, mantêm, há 25 anos, uma bela rotina. Ele participa de corridas de rua, sendo especialista nas provas com distância de 5 KM, tendo, ao longo deste período, conquistados inúmeros troféus e medalhas que enriquecem a carreira iniciada quase que por acaso, em 1990.

Jeferson lembra que naquele ano foi realizada a I Rústica de Viamão, contemplando um percurso de 5 KM, por ruas de chão batido e muitas lombadas. Motivado pelo desafio e pela vontade de ganhar sua primeira medalha, aos 12 anos, ele, juntamente com amigos e o irmão Jacson Lara, dava seus primeiros passos no atletismo. Mesmo sem material apropriado para participar da prova, ele superou todos os obstáculos e se classificou entre os primeiros colocados, obtendo a tão desejada medalha, guardada com muito carinho até hoje.

Diagnosticado com bronquite asmática desde os primeiros dias de vida, Jeferson enfrentou várias crises até os 17 anos de idade, quando superou a doença.

dipam-jeferson-lara-corredor- Não sei se foram as inúmeras medicações convencionais ou alternativas que tomei quando estava doente que me curaram. Mas uma coisa eu sei, dentre tudo que me fora receitado e testado, correr foi o melhor remédio – aponta Jeferson Lara.

Nestes 25 anos praticando atletismo, Jeferson tem muitas histórias para contar, como a ocasião em que quase perdeu uma prova em Tramandaí, porque o motorista do ônibus que os levaria até lá desceu do coletivo para apanhar uma nota de R$ 5,00 que tinha visto na rua. Ou em Arroio dos Ratos, onde correu uma rústica no local onde ocorriam provas de rodeios, totalmente enlameado.

Outro motivo de orgulho para o colaborador da Dipam Gaúcha, é a experiência de ter compartilhado sua trajetória no atletismo para estudantes da Escola Marista Nossa Senhora das Graças, de Viamão, juntamente com o ex-maratonista Ronaldo da Costa, vencedor da Maratona de Berlim, em 1998, quebrando, na prova, o recorde mundial que perdurava há 10 anos, com o tempo de 2h06min05seg. Segundo Jeferson, foi um momento muito especial, de poder falar sobre sua história como corredor ao lado de um dos grandes nomes do atletismo em nível mundial.

dipam-jeferson-lara-corredor-2Com 37 anos de idade, Jeferson Lara é casado e orgulhoso pai do menino Lorenzo Rodrigues Lara. Sua trajetória como atleta lhe trouxe uma vida saudável, amizades e muitas conquistas. Entre elas, os títulos da Rústica de Verão de Arambaré (RS), em 1990; da Rústica Cidade de Eldorado do Sul, em 1993; e colocações entre os três primeiros lugares em diversas outras provas disputadas no Rio Grande do Sul.

O grande sonho de Jeferson é correr a São Silvestre, em São Paulo, tradicional corrida anual no dia 31 de dezembro. Segundo ele, ainda não será em 2015 que isso será concretizado, mas ele já está trabalhando firme para conseguir participar da prova no final de 2016.